Não existe produtos no carrinho.
Não existe produtos no carrinho.

Levamos a

Felicidade

muito a

sério.

Your Happy Mode

Somos a tua agência de Felicidade
Oferecemos soluções de Formação, Consultoria Estratégica e Eventos que contribuem de forma objetiva e eficaz para territórios, organizações, empresas e pessoas mais felizes.

Aqui, a felicidade é sinónimo de bem-estar físico, mental, emocional e financeiro.

A nossa Missão

Tornar os territórios, as organizações, as empresas e as pessoas mais felizes, através de uma metodologia única, que integra a sustentabilidade, a diversidade e inclusão, a saúde mental, a comunicação leve, o humor, os relacionamentos positivos, o desenvolvimento pessoal e a literacia financeira.

A nossa Visão

Ser a agência de felicidade líder em Portugal em 2026.

Os nossos valores

Procuramos contribuir diariamente para a existência de territórios mais felizes, organizações mais felizes, empresas mais felizes, marcas mais felizes e pessoas mais felizes.

Acreditamos que uma das premissas para se ser feliz é a autenticidade, por isso criamos um ambiente que possibilita que a nossa equipa seja autêntica consigo e com os outros, potenciando assim os seus maiores talentos; potenciamos a autenticidade de todos os stakeholders e fomentamos relações autênticas com a equipa, os parceiros, os clientes e os fornecedores.

Entendemos que a liberdade é sinónimo de criatividade, por isso estimulamos que cada pessoa imprima o seu cunho pessoal nos projetos que desenvolve.

Assuminos um gestão sustentável, que proporciona uma vida feliz e com significado às pessoas e que se preocupa com o planeta; acreditamos que o indivíduo só é plenamente feliz se tiver preocupação com o seu meio ambiente. A nossa empresa contribui para a concretização de vários Objetivos do Desenvolvimento sustentável, dos quais destacamos:

  • ODS 3 – Vida sustentável: promovemos a felicidade, a saúde mental e o bem-estar dos colaboradores;
  • ODS 4 – Educação de Qualidade: oferecemos um conjunto de formações de qualidade na área da felicidade, para todas as idades, promovendo a aprendizagem ao longo da vida, e destinamos bolsas em cada edição para pessoas que tenham interesse e não tenham capacidade financeira para adquirir os cursos;
  • ODS 8 – Trabalho Digno e Crescimento Económico: oferecemos soluções de formação e consultoria estratégica que promovem a felicidade nas organizações, através da partilha de estratégias de gestão focadas nas pessoas e orientadas para o desenvolvimento de um ambiente de trabalho mais saudável e consequentemente mais feliz.

Os nossos parceiros

Sabias que...

De acordo com o Relatório Mundial da Felicidade 2022, publicado pela Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da ONU com base em dados recolhidos pelo Gallup World Poll, a investigação científica sobre felicidade aumentou exponencialmente em todo o mundo nos últimos anos.

Alguns destes estudos confirmam que a felicidade ajuda a resolver um conjunto de problemas motivados pelo trabalho, nomeadamente o stress, problemas físicos e psicológicos, desmotivação e descomprometimento, tédio e distração, autocrítica excessiva, incivilidade no trabalho, contratempos e erros no desempenho das funções. Por outro lado, a investigação fornece dados relevantes no que toca à redução do absentismo, maior produtividade e motivação, quando as empresas apostam na felicidade.

O crescente e assumido interesse pelo tema da felicidade e bem-estar por parte das empresas também se intensificou nos últimos tempos. Por um lado, devido ao impacto da pandemia, que elevou os índices de stress, ansiedade, burnout e outras doenças psicológicas nos colaboradores; por outro, porque a Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a classificar o burnout, em janeiro de 2022, como doença de trabalho.

A par destas duas realidades, o Relatório de 2022 do Gallup, O Estado Global da Força de Trabalho, acrescenta ainda que, na Europa, apenas 14% dos colaboradores se sentem conectados com o trabalho, ou seja, trabalham porque precisam e não por gostarem ou estarem motivados, sendo um dos continentes com menos colaboradores comprometidos.